sábado, março 18, 2006

Amar

Amar

Certa vez
me falaram
que amar era tudo,
mas, hoje percebo
que amar
é o começo de tudo,
só fazemos algo
depois de começar a amar,
porém, o fim
depende do começo,
começamos amando
e o amor permanece
e o final
vem feliz!
Ludiro
18/03/2006

2 comentários:

Benvinda Palma disse...

Nobre Poeta Ludiro!


Descrevestes o amor de forma doce e sublime! Realmente, ele é tudo, ele é o princípio, o meio e o fim de nossa existência!

Carinhosamente

Maria Angélica disse...

Ludiro,
Na simplicidade, a beleza da tradução do amor.
Muito lindo!
Abraços