quinta-feira, janeiro 11, 2007

Absinto

Absinto

Bebo do teu nectar,
entrego-me em teus lábios!
Morro neste (Ab)sinto
que degusto em tua boca
e entrego minha alma,
te envolvo na melodia
dos meus braços.
Entrega-me e
Alivia minha dor
no deleite deste amor
e derruba-me
no gole mortal
deste (ab)sinto.
Que mal sinto
em meu corpo ardente
o labirinto de teu corpo.
Estou vivo e...
estou morto!
Mas sinto o teu (ab)sinto
em minha gartanta,
Queima a carne
levemente em teu olhar
profundo e profano.
Deixo absorver
a dor saborosa
deste alívio
partir--
pra dentro de ti
e te Sinto
num gole de (ab)sinto
de tua saliva--
que nos integra num único ser!
Ludiro
10/01/2007

PS: Foto estraida do site http://www.absinthe.com.br

25 comentários:

Anônimo disse...

Absurdamente absorta com teu “ABSINTO” absorvo-o, e sinto
Queimar em mim... o néctar do desejo! Um poema lindo poeta! Faz o leitor delirar!

Bjs

Suamigasempre
bemtevi

magaly disse...

Lindo poema poeta e talvez o amor nos fará delirar sempre num eterno absinto. E não importa se o amor muda de cara, amor é amor, queima, perfuma.
Beijos pra você.
Sua amiga
Magaly

andré gabriel disse...

Fala aí! cara, preciso passar por aqui com mais tempo. velho, vou te linkar lá no meu blog. Abração

Daynor disse...

Absinto, bebida dos deuses...inspiração perfeita...arrebatador!

Valdevinoxis disse...

Belo texto. O absinto é, por excelência, bebida de escritor. É alucinogénio e potencia a escrita mas, é perigoso... cuidado porque nos faz faltar à realidade.

Valdevinoxis

Isa disse...

Olá,
Que sublime inspiração! Muito lindo!

Beijo

André Gabriel disse...

habil com as palavras e seus significados, ainda escrevo assim. Ah, vc tb está linkado lá no meu blog

Anelizia disse...

Escrevemos o que a alma nos dita, isso faz a grande diferença!
bjs no coração!

Juliana Valis disse...

OLÁ, SIMPLESMENTE LINDO O SEU POEMA, PARABÉNS !!

Carol Carmo disse...

Olha so, que chique!!puxa vida, muito legal esse texto...adorei...as palavras, as expressoes...muito bom!!
beijao obrigada pelo comentario

JB disse...

Excelente poema, parabéns
Jb

Rodrigo Vinicius da Silva disse...

Parabéns pela obra que esta magnifica! Sou pequeno diante de sua obra e diante do mundo, diante de sua obra a mim cabe apludir e diante do mundo devo aprender a cada dia! Parabéns pela obra! Abraços e até breve! =]

Profa disse...

Quanta maestria poeta! Lindo o seu versejar, profundo, sensível e muito elegante. Parabéns e obrigadíssima pela visita.
Um forte abraço Eliana / Profa

RÚBIA BOURGUIGNON disse...

Vim agradecer o fortalecedor comentário e acabei encontrando uma das poesias mais lindas que pude ler hoje.
Parabéns e, por favor, volte sempre.
O meu abraço.

Miriam Dutra disse...

Além de poeta , também lindo amante ! "Estou morto e estou vivo" ficou bonito demais .
Bj

goretidias disse...

Desse absinto... ah! Belo poema este!

Cristiane de Ângelo disse...

Nooooooooossa! que isso! quando eu crescer quero escrever que nem você rsrsrs! Mais que perfeito! Fantático! O que dizer? Que palavra usar pra definir o que sentir ao ler este texto, Uau!!!!!! PA RA BÉNS mesmo! um abraço admirador!

Fernando Tanajura disse...

Quando o veneno alimenta o amor, evapora-se em poesia. Abcs F.

lastprophet disse...

Absinto
que poema bem escrito! parabéns!

Ana Sophia disse...

Este brinde foi regado pelos deuses.Um excelente trabalho.Um abraço, Núria.

Maria Nelci disse...

Poesia degustativa, deu àgua na boca, parabéns, teu trabalho é excepcional poeta, adorei ter a oportunidade de conheçer, beijos poéticos

Julex disse...

Caramba, quando eu tiver idade beberei absinto depois desse poema. Meu máximo até hoje foi a tequila.

além mar peixe voador disse...

Em meu cálice champagnhe
Absinto...
isto aqui está orgiastico
saúde
Poética...
abraço etílico ( risos)
Belíssima composição Ludiro!

te aguardo para apreciação
virgínia

além mar peixe voador

.absinthe. disse...

adorei o poema (:
bem bunitinho..^^
posso posta-lo no meu blog? com os devidos créditos e tal.


até mais!

Pensador.info disse...

Absinto postado no site O Pensador da UOL

Pensador.info