quarta-feira, abril 19, 2006

Substância orgânica

Substância orgânica

Caminhando pelos vales
No solo fértil
Hidratado
Em poças de sangue
Rubro escarlate
De mortos militantes
Jovens sonhadores
Buscando conquistas
Lutando entre si
Como inimigos co-patriotas
Conquistando
O solo
Onde tombavam
Sem serem felizes
E ali
Abraçados em suas conquistas
Como uma substância orgânica
Adubando a terra
Pereceram
Aguardando
A sua descoberta.
Ludiro
10/04/2006

4 comentários:

Benvinda Palma disse...

Ludiro, grande poeta!

Seus versos são verdadeiros, reais, profundos! E carregam um lirismo que fascina o leitor!
Parabéns, continue escrevendo e nos deleitando com sua poesia!

carinhosamente,

Benvinda Palma

Baguera disse...

uma verdade crua, explorada num belo poema

Jamaveira disse...

É, assim vamos adubando as terras e esquentando os interesses comerciais ilimitados. Abç. . Jamaveira

Hatsuki Perdigão disse...

Seu poema parece ter emoção... algo que faz querer-mos ler!