quarta-feira, outubro 11, 2006

Epitáfio


Epitáfio

Por amor à amada,
deixo as boas lembranças
e este amor, enfim, dividido.
Por amor à terra,
entrego-me ao seu bel-prazer.
Por amor ao céu,
agora posso voar,
deslizar sobre suas nuvens,
enfim,
estar entre as estrelas!
Ludiro
20/08/2006

9 comentários:

ELENILSON disse...

Meu querido amigo, parábens tb por ter sido selecionado no Panorama Literário Brasileiro 2006/2007. quando vou tc com vc de novo?

Franco disse...

very nice blog!
My name is Franco Di Giacomo
Would it make fun for you,
to make money in the Internet?
(Income for Life!)
Yes?
NEW Business, see the GDI video
www-franco.blogspot.com

Tália disse...

Olá
Para mim este poema está simplesmente magnifico...
Gostei mesmo


Abraço
Tália

Jesus Ramos disse...

Parabéns pelos teus três amores! abçs

InSaNnA disse...

Oi Ludiro! Eu acho quando carregamos tanto amor assim no coração,com certeza estaremos entre as estrelas..o amor é o caminho..Haa..que delícia ler as tuas palavras..Obrigada por esses momentos, poeta!
Um beijo de cá de dentro(coração)

André Luís Gabriel disse...

Muito bom texto, criativo, habilidoso e com profundidade. abração´gabriel http://trajedia.zip.net

Anne Lorene disse...

Olá, Poeta! Adorei "Epitáfio", o texto é pequeno, mas traduz um contexto imaginário gigante, parabéns! Obrigada pela visita, um abraço, Anne

Profa disse...

Poeta que maravilha um elogio deste após morte é algo que ilumina qualquer alma. Parabéns militar das belas construções. Um beijo! Eliana / Profa

Maria Nelci disse...

As asas do infinito pairam sobre você, parabéns