quarta-feira, dezembro 06, 2006

Um Ser


Um Ser
.
Meus pés,
meu corpo,
minhas mãos,
Minh'alma
Oh! Minh'alma...
todos calejados.
Surrados pelo destino!
Sugados pela ação dos dias!
Palpitante coração,
Sincronizado aos passos,
sufocado pela paixão,
sofrido pela ilusão.
Ora corpo, ora alma.
Ainda...
-- meus dias!
Não um fim!
Minhas palavras,
meus escritos,
minha paz!
Minha vida.
Uma eternidade.
Ludiro
02/08/06

2 comentários:

Benvinda Palma disse...

Poeta Ludiro!

Seus versos são pérolas raras
Nata e flor literária
Asas de anjos e arcanjos
Que nos arrebatam aos céus
E nos fazem com as estrelas falar!

Suamigasempre

Benvinda

Pequenacunhatã disse...

Teu ser e todos nós seres nao é caríssimo amigo.Muito bom!Abraços.