terça-feira, dezembro 19, 2006

Em companhia


Em companhia
.
No ponto...em ponto,
sem atraso,

nem muita antecipação!
Com passos apertados,
chegando,
Outros, já sentados,
Muitos em pé,

Outros nem aí...

Lá vem,
Alguém estende o polegar,
Na ansiedade de embarcar
No antigo ônibus circular.

Uma Senhora com a criança no colo,
pra lá e pra cá,
num balançar suave e sereno--
pobre pequeno--
não pára de chorar!
Ao lado, um cachorro esgueiro, deitado com suas orelhas caídas,
Coça aqui, coça ali...
parecendo tocar um violão mudo!
Pára o antigo volvo apressado,
já com suas portas escancaradas,
e parte logo, com o último passageiro ainda na porta.

Sobrou apenas o cachorro violeiro e...
eu.
.
.
.
pensando na situação!
Ludiro
24/07/2006

11 comentários:

Benvinda Palma disse...

Ludiro...grande mestre!

teu poema tem fotografia...tem ritmo...tem música...tem beleza!
Parabéns!

suasempreamiga

bemtevi

Conceição Bernardino disse...

Olá quero agradecer pelo carinho,
Desejar um FELIZ NATA E UM ANO NOVO CHEIO DE PAZ E AMOR.
OFEREÇO-LHE ESTE POEMA COM MUITO CARINHO
Beijinhos
Conceição Bernardino

Sentidamente sentido


Incrédula, surrealista
Este mar de gente
Que pensa que sabe o que sente
E não sente o que sabe
Por não saber sentir
Por não saber urgir
Do inócuo, do vazio
Os sentimentos são sábios
Não são pérolas nem fardos
Não são recantos atulhados
São lembranças do passado
Sentidos do presente
Que nos usam sem querer
Nos fere
Porque não sabemos sequer
O que realmente
Nos faz sofrer
Choramos o que não sentimos
Para sentir
As lágrimas que não choramos

Conceição Bernardino


Meus blogs http://amanhecer-poesia.blogspot.com

http://sentidos-visuais.blogspot.com

Conceição Bernardino disse...

Olá,
Para além de vir desejar um ANO NOVO COM MUITO AMOR...
Quero também dizer o quanto você é importante para mim
Aceite este gesto de carinho como prova da minha sincera amizade...
Beijinhos
Conceição Bernardino

Meus blogs http://amanhecer-poesia.blogspot.com

http://sentidos-visuais.blogspot.com




Anúncio gratuito...


PRECISA-SE URGENTEMENTE,
De um pouco de carinho, afecto
De preencher este espaço vazio,
Que o meu coração aluga de bom gosto
A quem lhe queira dar um gesto de conforto
De uma palavra, qualquer
Que se desfaça no meu ouvido
Preciso apenas...
De um amigo!


Conceição Bernardino

Angela oiticica disse...

Lindo poema, lirico, bem estelar.

Anônimo disse...

Mensagem para sempre não só para 2007 no meu blog.
Fico a espera que quando puderes que passes.
Um ternurento abraço a ti e a 2007

Conceição Bernardino disse...

Olá
Nasceu um novo sorriso em 2007, pois podemos estar longe mas o mundo torna-se pequeno quando te sinto por perto.
Obrigada
Beijinhos
Conceição Bernardino

Anônimo disse...

Parabéns pelo teu espaço,é muito acolhedor!Eu amo poesias!!
...e que o vento possa levar-lhe uma voz que lhe diz que há um Amigo ou Amiga em algum lugar do Mundo
desejando que você esteja bem!!!
Para ti amigo que conheço e para ti amigo que não sei quem és,um Feliz e Mágico 2007 !!!

Flávio Otávio Ferreira disse...

belo poema.
Seu texto é visual...
Um poema que desenha, que traz aos olhos, através das palavras, a percepção da realidade do que era a espera pelo ônibus!!!

Valdevinoxis disse...

Deste, gostei imenso!! Está extraordinariamente bem escrito, descrito, com movimento... belo texto, sinceramente!

Valdevinoxis

poeta menor disse...

gostei do seu poema, abraços.

Julex disse...

Se um poeta fosse me descreve no ponto de ônibus seria assim: E a garota com a mala gigante corre de uma maneira BEM estranha.