terça-feira, fevereiro 13, 2007

Lágrimas

Lágrimas

Minhas lágrimas escorrem,
salobras em meu rosto,
chegando em minha boca--
Lembrando teu gosto!
Lágrimas suaves,
Tristes e cálidas,
Por lástimas e...
Por conquistas.
Ainda estou vivo!
Ludiro
13/10/2006

Um comentário:

Cristiane de Ângelo disse...

Muito sensível poeta! Muito de nós já experimentou ou experimenta essas lágrimas tão lindamente descrita por ti! O melhor de tudo é o fechamento, pois se ainda estamos vivos podemos trocar as lágrimas por belos sorrisos, você não acha? Bjs de sol!